TERÇA ABERTA DEZEMBRO DE 2020 – 35ª EDIÇÃO


TERÇA ABERTA DEZEMBRO DE 2020 – 35ª EDIÇÃO

No nono e último TERÇA ABERTA desse ano convidamos 2 artistas para compartilharem suas experiências artísticas e trajetórias de pesquisas: RODOLFO GROPPO E RÚBIA VAZ..

Nesse TERÇA ABERTA NA QUARENTENA – que aconteceu em plataforma online, os artistas convidadas apresentaram trabalhos “ao vivo” pelo ZOOM, e depois abrimos para a conversa com mediação de Vanessa Macedo e Janaína Leite.

A sequência da noite foi:

MACHO S/ LOCAL
Rodolfo Groppo | Fractal Plataforma Artística

Sinopse
Em MACHO S/ LOCAL, Rodolfo Groppo borda algumas memórias da relação com o pai, estabelecendo um duplo com ele a partir da herança do deslocado. Nessa costura do filho que procura o pai como se brincasse de esconde-esconde, tensiona imagens sobre possíveis masculinidades. 

Ficha técnica
Dramaturgia, direção e atuação: Rodolfo Groppo
Assistência de direção, dramaturgismo e produção: Irail Rezende
Realização: Fractal Plataforma Artística Arte: Júlia Abrão e Irail Rezende

Minibio

Rodolfo Groppo é ator e diretor. Formado em Artes Cênicas pela Unicamp, atuou em “Antigonas”, com a Cia. Fábrica São Paulo, “Diásporas” e “O Cortiço” com a Cia. Histriônica de Teatro. Fundou a Fractal Plataforma Artística e, atualmente, se dedica à pesquisa autoral do solo MACHO S/ LOCAL.


Ophelia is a-live
Rúbia Vaz

Sinopse
Criada a partir do texto autoral “como a palavra amor sai naturalmente das nossas bocas” – que propõe uma releitura de Ofélia por meio de relatos autobiográficos – a performance duracional “Ophelia is a-live” estabelece uma experiência imersiva com um único participante ao longo de um dia inteiro, e reconstrói a narrativa da personagem clássica abordando situações de gaslighting.

Ficha técnica
Dramaturgia, direção e performance: Rúbia Vaz
Direção musical e performance: Arthur Murtinho

Minibio
Formada em Comunicação Social pela Faculdade Cásper Líbero com Pós-graduação em Artes da Cena pelo Centros de Artes Célia Helena. Integrou o Laboratório de Experimentação Teatral e os núcleos de Dramaturgia e Direção da Escola Livre de Teatro. É autora dos textos “como a palavra amor sai naturalmente das nossas bocas” e “o apocalipse da virgem” apresentado dentro da programação Dramaturgias 2 do SESC Ipiranga. Em 2020 adaptou sua primeira dramaturgia para a performance duracional “Ophelia is a-live”.

CURADORIA E MEDIAÇÃO: Janaína Leite e Vanessa Macedo

PRODUÇÃO: AnaCris Medina e Cia Fragmento de Dança

“Esta atividade foi realizada com apoio da lei “Aldir Blanc”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s