TERÇA ABERTA JUNHO DE 2021 – 38ª EDIÇÃO


TERÇA ABERTA JUNHO DE 2021 – 38ª EDIÇÃO

No terceiro TERÇA ABERTA desse ano convidamos 2 artistas para compartilharem suas experiências artísticas e trajetórias de pesquisas: MANUELA ARANGUIBEL e PIETRO MORGADO

As apresentações dos artistas e da artista aconteceram ao vivo, foram captadas no Kasulo Espaço de Cultura e Arte e transmitidas pelo Instagram da Cia. Fragmento de Dança. Em seguida, a transmissão da conversa com mediação de Vanessa Macedo e Janaína Leite se deu da mesma forma.

A sequência da noite foi:

na nossa memória (abertura de processo)
Manuela Aranguibel

Sinopse

Na tua finitude, oh! corpo, uma eternidade carregas.

Pegada firme e constante, te desenhas andante.

De onde vieram, tu e tantas outras? 

Memórias feitas corpo, num corpo que parece só ser memória. 

Corpo sutil e volúvel,

E assim como matéria sólida tu és também 

Oh! corpo. 
Dedicado a minha amiga Yenit Montilva.

Ficha técnica

Concepção e direção: Manuela Aranguibel

Arranjo musical: Cesar Aranguibel e Jorge Hernández

Intérpretes – criadores: Cesar Aranguibel, Jorge Hernández e Manuela Aranguibel

Trilha original: “Tonada de luna llena” – Simón Diaz; “Canción de las simples cosas” – Armando

Tejada Gómez y César Isella; “El frutero” – Oscar D’ León

Desenho de luz: Rossana Boccia

Apoio: Olga Molano, Henrique Lima e @tremegalpao

Agradecimentos: Jorge Garcia 

Minibio

Manuela Aranguibel é artista, bailarina e professora de dança da Venezuela. Estudou dança no Núcleo Valencia (VE), Folkwang University of the Arts (DE), École de Sables (SN) e P.A.R.T.S. (BE). Desde 2011 participa das atividades artísticas e educativas da cia. inclusiva alemã SZENE 2WEI. Desde a sua chegada no Brasil em 2015, tem trabalhado com Clarice Lima, Jorge Garcia, Ricardo Neves e Henrique Lima. Em 2019 participou do intensivo de improvisação 60 DAYS com o professor venezuelano David Zambrano em Bruxelas e fez parte do elenco da obra AGE dirigida pelo mesmo após o término do curso. É praticante de Aikido e Le Parkour.


Nômade

Pietro Morgado

Sinopse

“Nômade(ao vivo)” é uma performance de improvisação que utiliza os materiais criados na série de vídeos “Nômade”, como disparadores para uma atualização da obra em um novo contexto.
O trabalho busca incorporar um tipo de pensamento nômade(sempre em transformação/deslocamento) na lógica de composição da peça, que em momentos revela características mais pedagógicas/documentais, apresentando questões e procedimentos elaborados durante o processo de criação, ao mesmo tempo que demonstra os desdobramentos performáticos da investigação com o espaço urbano.


Ficha técnica

Concepção, performance e voz: Pietro Morgado

Trilha sonora original: Felipe “Czar” Arcazas

Minibio

Pietro Morgado é graduado em Comunicação das Artes do Corpo, participou de criações com o Núcleo Tentáculo e com a Taanteatro Companhia. Integrou o elenco de “Konstituição – Ré em segunda instância” com direção de Sandro Borelli. Desenvolve um trabalho pedagógico sobre improvisação em dança.

CURADORIA E MEDIAÇÃO: Janaína Leite e Vanessa Macedo

PRODUÇÃO: AnaCris Medina e Cia Fragmento de Dança

“Este projeto é financiado através de edital do Proac – Programa de Ação Cultural para manutenção e modernização de espaços culturais.”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s